FANDOM


Questões práticas do utilitarismo

Pra uma lista abrangente de tópicos de utilitarismo prático veja o Wiki Utilitarismo prático .

Veja também diferenças práticas da conduta utilitarista.

Valores instrumentais, regras e heurísticas

Valores comuns como vida, liberdade, responsabilidade, etc são presentes no utilitarismo, mas de maneira instrumental, são bons nas situações em que maximizam a utilidade. Mas podem ser usados também heuristicamente para auxiliar a avaliação de diversas opções. O mesmo vale para regras.


Contextualização e pragmatismo

Para que seja eficaz utilitariamente é importante que se atue de forma adaptada a cada contexto, levando em conta o máximo possível de aspectos relevantes.

Ainda, é importante fazer considerações práticas, para que não se deixe de fazer algo utilitário por não se conseguir fazer algo mais utilitário.

Coordenação e sistemas de incentivos

Muitas vezes a conduta que maximiza utilidade localmente ou individualmente não conduz a maximização da utilidade global; é importante portanto que existam estruturas de coordenação para que o comportamento local e individual seja globalmente benéfico. Isto é feito por meio de organização social, instituições sociais (leis) e sistemas de incentivos adequados.

Sistemas de incentivos são bem estudados em economia, na teoria do contrato, veja por exemplo [1] e [2].

Num sistema coordenado, indivíduos podem contribuir de maneiras diferentes para maximização da utilidade (por exemplo de acordo com suas aptidões e habilidades), o que aumenta a eficiência total do sistema.

Atuação utilitarista

Como atuar ativamente para gerar utilidade?

Há algumas propostas neste sentido:

Sobre doar dinheiro:

Organização social

É utilitariamente interessante que as pessoas com valores comuns se conheçam para que possam compartilhar informações rapidamente, conhecimentos e colaborar em projetos de interesse comum.

Há uma grupo de discussão sendo organizado para este fim: https://groups.google.com/group/utilitarismo?hl=pt-BR

Proselitismo e influência

Tópicos de ética aplicada

Felicidade

Senciência

Ver artigo Senciência.

Senciência é a capacidade de sentir, de ter estados subjetivos afetivos, e, em particular, de sofrer. A senciência é considerada o pré-requisito para que um indivíduo tenha valor intrínseco, sendo considerado no cálculo utilitarista.

Não há critérios muito bem definidos para se determinar empiricamente se um indivíduo humano ou animal é ou não senciente. Isto se deve ao problema da inacessibilidade dos estados subjetivos, de maneira que só podem ser inferidos indiretamente por meio do comportamento, e atualmente também por correlatos neurofisiológicos. Isto pode ser especialmente difícil em casos de embriões e pacientes com lesão cerebral.

Geralmente se considera que animais vertebrados são sencientes, devido a sua semelhança neuroanatômica, sua resposta comportamental a estímulos dolorosos e também sua atenuação sob efeito de anestésicos. O caso de invertebrados é mais controverso, mas há evidências a favor de moluscos cefalópodes e gastrópodes, e de artrópodes crustáceos e aracnídeos.

Bem-estar e sofrimento animal

Transhumanismo

Veganismo e vegetarianismo

Ver artigo Veganismo e Vegetarianismo no Wiki Utilitarismo prático O veganismo é defendido utilitariamente por diminuir a demanda por carne, assim reduzindo o sofrimento animal implicado na sua criação, e os custos ambientais derivados dela (desmatamento, poluição e gases estufa), além de poder contribuir na redução do preço dos alimentos. Outro aspecto é que o veganismo contribui para a conscientização de que os animais são seres sencientes e que sofrem com nossos atos e exploração.

Links

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória