FANDOM


O utilitarismo é uma teoria ética normativa que propõe que atos e intenções não são bons ou ruins em si, mas sim à medida que produzem consequências de valor (utilidade) positivo ou negativo, segundo algum critério de avaliação (função utilidade). Na sua versão original, o utilitarismo clássico, atos são avaliados segundo a diferença na quantidade de felicidade ou sofrimento que produzem no mundo, de maneira que a melhor forma de agir é a que gera a maior diferença positiva de felicidade no mundo.

Assim, atos como ajudar, amar, roubar e matar não são sempre bons ou ruins, serão bons quando causarem boas consequências (p.e. gerando felicidade e/ou evitando sofrimento) e ruins quando causarem o contrário. Deve-se portanto agir da maneira que provocará mais felicidade e menor sofrimento, todas as outras formas deixam de produzir bens ou provocam males desnecessariamente.

A teoria utilitarista foi originalmente proposta pelo filósofo e jurista inglês Jeremy Bentham (1748–1832) no seu livro An Introduction to the Principles of Morals and Legislation em 1789, o ano da revolução francesa e seguinte ao ano da publicação da Crítica da Razão Prática, na qual Immanuel Kant (1724–1804) publicou sua teoria ética. Diversos filósofos propuseram versões modificadas da teoria utilitarista desde então.

O utilitarismo clássico combina o consequencialismo, o princípio de que o valor dos atos está nas suas consequências, com o hedonismo, o princípio de que o bem e o mal se reduzem a estados de bem-estar e sofrimento, e propõe que o valor de uma ação está na sua utilidade em maximizar o bem-estar e minimizar o sofrimento agregados dos seres sencientes. Outras versões do utilitarismo, como o utilitarismo de preferência e o utilitarismo de ideais, buscam maximizar outros fins podendo incorporar outros valores como liberdade e justiça.

A teoria utilitarista influenciou substancialmente a política, o direito e principalmente a economia, dando origem ao utilitarismo econômico.

Atualmente o utilitarismo tem muitas vertentes, em parte devido às suas críticas, e é uma das principais teorias éticas normativas atuais, juntamente à deontologia Kantiana. O defensor do utilitarismo atualmente mais famoso é o filósofo Peter Singer.

Saiba mais

Links externos

Introdução

Em português

Em inglês

Grupos de discussão

Outros sites

Em português

Em inglês


Bibliografia recomendada

Em português

  • Ética prática. Do Peter Singer.

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória