Wikia

Wiki Utilitarismo Ético

Introdução: Valores, moral e ética

Discussão0
29 pages em
Este wiki

                                  Valores morais Editar

A vida impõe decisões às pessoas o tempo todo, as pessoas as tomam de acordo com seus valores considerando as particularidades de cada situação. Valores são quaisquer aspectos da decisão que sejam considerados desejáveis, indesejáveis, relevantes e importantes como: ser preferido, desejável, agradável, promissor, seguro, emocionante, justo, bom, correto, fácil, incerto.

Nossos sistemas de cognição moral, de valores e tomada de decisão evoluíram ao longo de milhões de anos para nos proporcionar uma maior opniao de sobrevivência, sucesso reprodutivo e social, permitindo-nos desenvolver e aperfeiçoar critérios para avaliar opções e comportamentos próprios e alheios, considerando seu valor provável, sua aprovação e reprovação social, suas vantagens, custos e riscos potenciais.

As pessoas adquirem e mudam estes valores ao longo da vida, em parte por sua constituição biológica (como a evitação da dor e a motivação sexual), em parte por experiência pessoal (como certos medos e preferências), em parte por educação, imitação e outras influências sociais (pais, professores, religião, amigos, propagandas, mídia, autoridades, leis, códigos de conduta, etc). Valores sociais surgiram ao longo da história da sociedade e se difundiram devido a movimentos sociais, intelectuais, econômicos, políticos, religiosos, artísticos, etc. As culturas contêm assim uma grande mistura de valores de fontes diversas, que são de alguma forma compatibilizados pelo juízo de cada um (ou mantêm-se em conflito).

A conduta espontânea, orientada por sentimentos, impulsos e intuições, é por vezes insatisfatória por ser incoerente, impulsiva ou muito suscetível a influências circunstanciais, de maneira que geralmente buscamos complementá-la nos orientando por um sistema mais estruturado de valores.

Isto constitui a moral individual, o sistema de avaliação, julgamento e tomada de decisões, que determina sua conduta no mundo fazendo opções que influenciarão o futuro do indivíduo e das pessoas a sua volta. As pessoas muitas vezes dão muita importância para alguns de seus valores e acreditam firmemente que são corretos, enquanto outras vezes os questionam ou tem dúvidas sobre o que é mais importante e melhor.

Enquanto esta moral mista e a conduta espontânea sejam suficientes para lidar com a maior parte das situações, as pessoas ocasionalmente se deparam com situações difíceis em que tem de escolher entre várias coisas com que se importam e não sabem como priorizá-las, ou ainda, se sentem desorientadas sem saber decidir que valores são mais importantes em suas vidas e como agir em relação a eles.

A Ética Editar

Ao longo dos séculos muitos filósofos e pensadores se propuseram a pensar o que é melhor, como devemos tomar nossas decisões morais, que critérios são válidos e inválidos, etc. e chegaram a diversas propostas diferentes, ou teorias éti

As éticas deontológicas definem deveres, direitos e proibições morais, assim determinando as maneiras permissíveis e obrigatórias de se conduzir. Já as éticas consequencialistas propõem que as pessoas se conduzam baseadas nas consequências de suas ações, procurando e evitando certos tipos de resultados.

Valores MoraisEditar

O critério e a escolha que for feita para os valores de cada pessoa tem a importância de determinar o rumo individual e sua influência no da sociedade.

Desde o nascimento nos é ensinado o que é certo e errado e a partir disso reproduzimos os valores impostos pela sociedade. Antes de mais nada, valor moral pode ser definido como "respeito à vida", não apenas a vida individual mas sim a vida coletiva, já que vivemos coletivamente, dependendo uns dos outros.

A última pesquisa de IVH (Índice de Valor Humano) mostrou que na opinião dos brasileiros, de forma geral, o que é necessário mudar no Brasil para a qualidade de vida melhorar de verdade é em primeiro lugar, a educação, seguida de política pública, violência, valores morais e emprego. Já no Estado de São Paulo houve uma variação em relação à opinião nacional, ficando valores morais em primeiro lugar.

De qualquer modo, a discussão sobre os valores morais se mantém em posição de destaque, visto que a sua compreensão é deveras importante para o bom funcionamento da sociedade como um todo. Mas como e quando ficou definido o que é correto e o que é considerado errado do ponto de vista social? Tanto religião quanto o livre arbítrio do homem se relacionam com a construção dos ideais de ética e moral, sendo que estes são passados de geração para geração, numa linha perpétua de integração em nossa sociedade. A religião oferece ao homem os pilares necessários para a interpretação sobre a distinção entre o certo e o errado, e ao homem cabe o livre-arbítrio e bom senso para "moldar" estes pilares de acordo com as necessidades coletivas.

Mas por que os valores morais são tão importantes na sociedade? Ora, eles são os responsáveis pela manutenção da ordem entre as pessoas, sendo inclusive ensinados desde o berço. É fácil imaginar em que situação o mundo se encontraria atualmente caso o homem ignorasse as leis formuladas a partir dos conceitos de ética e moralidade. É certo que o homem possui o direito de ter sua liberdade de expressão e escolha, porém tudo é passivo de limites. Caso contrário, diante de quaisquer adversidades que surgissem em nosso caminho, retornaríamos ao nosso estado primitivo e resolveríamos todos os problemas de maneira antiquada, desprovida de ética e moral, como fazem os criminosos, notadamente não seguidores dos valores morais.

Em síntese, valor moral além de ser um instrumento indispensável para o bom funcionamento da sociedade e integração dos indivíduos nela, também significa respeito à vida. À nossa vida e à vida das pessoas no mundo e ao nosso redor.

Referências Editar

Em inglês Editar

Mais da comunidade Wikia

Wiki aleatória